Especialidades

Angiologia e Cirurgia Vascular

Divisor ID

A Angiologia e Cirurgia Vascular são especialidades que visam cuidar de doenças que acometem o sistema arterial, venoso e linfático. Embora sejam mais conhecidos pelos tratamentos de varizes, vasinhos, microvarizes e teleangiectasias, isso é apenas uma parte das especialidades.

Imagem Angiologia e Cirurgia Vascular

Confira abaixo:

  • Aneurisma Arterial;
  • Doença Arterial Periférica;
  • Varizes;
  • Vasinhos;
  • Microvarizes;
  • Teleangiectasias;
  • Doença Aterosclerótica carotídea;
  • Trombose Venosa;
  • Linfedemas;
  • Pé Diabético;
  • Úlceras Arteriais e Venosas;
  • Erisipela;
  • Fístulas Arteriovenosa.
 

Na AMIS Medicina Integrada realizamos os seguintes tratamentos:

Ultrassom Doppler Venoso e arterial

O Doppler Arterial e Venoso é um tipo de ultrassonografia que permite determinar a velocidade e o sentido da circulação sanguínea. É utilizado para identificar a presença de obstruções nas veias e artérias (aterosclerose), obstruções congênitas, aneurismas e diversos tipos de doenças vasculares.

 

Indicação

O exame é muito utilizado no diagnóstico de varizes, tromboses venosas, aneurismas, doenças arteriais obstrutivas periféricas (membros inferiores) e doença carotídea (AVC).

 

Procedimento

Um aparelho semelhante a uma lanterna é deslizado manualmente sobre a pele, emitindo ondas sonoras inaudíveis pelo ouvido humano. Essas ondas são captadas de volta em forma de ecos, que são emitidos pelas hemácias e são transformados em imagens.

O procedimento não é invasivo e não causa dor. Possui um tempo médio de duração entre 30 e 60 minutos e dispensa qualquer tipo de preparação ou indicação prévia, além de não causar efeitos secundários.

Tratamento de Vasinhos

Os vasinhos (ou Telangiectasias) são vasos sanguíneos finos e superficiais que carregam sangue venoso e ficam mais visíveis em mulheres a partir da idade fértil. São mais frequentes durante ou após a gestação e geralmente envolvem questões mais estéticas, visto que raramente estão relacionados a doenças.

Os tratamentos mais comuns para esse tipo de incômodo são a escleroterapia com glicose, espuma densa e laser.

 

Indicação

Tratamentos de vasinhos são indicados para casos em que a paciente deseja melhorar o aspecto estético da pele.

 

Procedimentos

  • Escleroterapia com espuma densa: consiste em utilizar uma agulha fina para injetar nos vasinhos uma espuma densa esclerosante, que causa um processo inflamatório na parede das veias e faz com que a via se feche. Pode ser realizado em consultório médico, em apenas uma sessão.
  • Escleroterapia com glicose: A glicose, assim como a espuma, também causa um processo inflamatório na parede dos vasos, provocando o seu fechamento. Pode ser realizado em consultório e o número de sessões varia de acordo com a quantidade de vasinhos.
  • Escleroterapia a laser: é feita a partir de energia luminosa focalizada na área que se deseja corrigir. O feixe de laser aquece o vaso, que seca e fecha. Pode ser feito em consultório médico e o número de sessões também varia de acordo com a quantidade de vasinhos.

Nenhum dos procedimentos requer mais do que um dia de recuperação e, em muitos casos, a paciente volta a desempenhar as funções diárias no mesmo dia da aplicação.

Tratamento de Varizes

Existem diversos procedimentos para tratar as varizes. Alguns são feitos através de uma cirurgia, outros com técnicas menos invasivas, mas, no fim das contas, quem indica a melhor opção para cada caso é o médico, que também leva em consideração o desejo da paciente.

 

Indicação

Tratamentos de varizes e vasinhos são indicados para pessoas que se incomodam com a aparência estética dos membros inferiores e desejam acabar com as veias varicosas e vasinhos.

 

Tipos de procedimentos

Não cirúrgicos
  • Escleroterapia com espuma: consiste em injetar nas veias uma espuma densa esclerosante, que causa um processo inflamatório na parede das veias e faz com que se feche. Pode ser realizado em consultório médico, em apenas uma sessão.
  • Escleroterapia com glicose: A glicose, assim como a espuma, também causa um processo inflamatório na parede das veias, que faz com que os vasos se fechem. Pode ser realizado em consultório e o número de sessões varia de acordo com a quantidade de varizes e vasinhos.
  • Escleroterapia a laser: é feita a partir de energia luminosa focalizada na área que se deseja corrigir. O feixe de laser aquece o vaso dilatado e/ou deformado, fazendo com que ele seque e se feche. É indicado para veias de pequeno calibre, pode ser feito em consultório médico e o número de sessões também varia de acordo com a quantidade de vasinhos e varizes.
  • Crioescleroterapia: é uma variação da escleroterapia convencional, onde é injetada uma substância esclerosante resfriada, que além de fechar as veias, evita sangramentos e hematomas.
 
Cirúrgicos (no tratamento de safena)
  • Radiofrequência: uma fibra ótica é inserida dentro do vaso, e sua extremidade emite uma energia que queima o vaso por dentro. Para ser feita, a radiofrequência requer uma separação entre a veia a ser tratada e as estruturas a sua volta. Só pode ser feita uma vez, tem duração menor e requer menos tempo de recuperação.
  • Cirurgia com Endolaser: por ser mais complicada, deve ser feita dentro do centro cirúrgico de um hospital. Durante o procedimento é introduzida uma sonda na veia defeituosa. A sonda cauteriza o vaso através de energia luminosa. É indicado para vasos mais calibrosos e o tempo de recuperação varia de acordo com a proporção das veias.
  • Cirurgia Tradicional: o procedimento deve ser realizado em hospital. O médico retira o vaso afetado através de um fleboextrator, inserido por meio de duas microincisões - uma no tornozelo e uma na virilha. Requer 15 dias de repouso e cerca de 1 mês sem prática de exercícios físicos. Pacientes que se submetem a esse tratamento devem evitar exposição ao sol e utilizar meias compressivas.
 
Cirúrgicos (varizes)
  • Fleboextração: consiste na retirada de veias varicosas através de microincisões (de acordo com o tamanho da veia a ser tratada)